Missão e Eixos

Missão

Missão: “Desenvolver esperança, oportunizando à cura (salvar vidas)”. Através do acolhimento humanizado gratuito para o tratamento do câncer, hemopatias e anomalia craniofacial de crianças e adolescentes.

Visão: Ser referência no acolhimento humanizado de crianças e adolescentes em tratamento de câncer (oncologia e hemopatias), abrangendo anomalias craniofaciais, e assistência às famílias.

Valores: Acolhimento humanizado, perenidade, transparência, excelência e comprometimento

Eixos de Atuação

Causa

“O câncer infantojuvenil corresponde a um grupo de várias doenças que têm em comum a proliferação descontrolada de células anormais e que pode ocorrer em qualquer local do organismo. Diferentemente do câncer do adulto, o câncer infantojuvenil geralmente afeta as células do sistema sanguíneo e os tecidos de sustentação. Por serem predominantemente de natureza embrionária, tumores na criança e no adolescente são constituídos de células indiferenciadas, o que, geralmente, proporciona melhor resposta aos tratamentos atuais.

Os tumores mais frequentes na infância e na adolescência são as leucemias (que afetam os glóbulos brancos), os que atingem o sistema nervoso central e os linfomas (sistema linfático).

Também acometem crianças e adolescentes o neuroblastoma (tumor de células do sistema nervoso periférico, frequentemente de localização abdominal), tumor de Wilms (tipo de tumor renal), retinoblastoma (afeta a retina, fundo do olho), tumor germinativo (das células que originam os ovários e os testículos), osteossarcoma (tumor ósseo) e sarcomas (tumores de partes moles).

Assim como nos países desenvolvidos, no Brasil, o câncer já representa a primeira causa de morte (8% do total) por doença entre crianças e adolescentes de 1 a 19 anos.

Nas últimas quatro décadas, o progresso no tratamento do câncer na infância e na adolescência foi extremamente significativo. Hoje, em torno de 80% das crianças e adolescentes acometidos da doença podem ser curados, se diagnosticados precocemente e tratados em centros especializados. A maioria deles terá boa qualidade de vida após o tratamento adequado.”

Neste cenário, há de se incluir os casos de tratamento para crianças e adolescentes com deformidades craniofaciais congênitas ou adquiridas, resultantes de traumas, tumores ou outras condições, que enfrentam desafios similares ao paciente oncológico, que devido a limitação de Centros Especializados para o diagnóstico e tratamento necessitam deixar suas cidades de origem para buscar tratamento em outros municípios, estados ou até país, permanecendo nestes locais por longos períodos.

Fonte: INCA (https://www.inca.gov.br/tipos-de-cancer/cancer-infantojuvenil)

Assistência Social

Tendo como atividade preponderante a Assistência Social, a Casa Ronald McDonald Campinas é considerada Entidade de Atendimento, segundo a Lei 8.742 de 7 de Dezembro de 1993 (LOAS),  e seu objetivo é prestar serviço sócio assistencial às crianças e adolescentes portadores de câncer e/ou doenças hematológicas, através da disponibilização gratuita de alojamentos para o acolhimento com alimentação, transporte e assistência social, do Serviço de Acolhimento Institucional Provisório para Pessoas e seus acompanhantes em trânsito Durante o Tratamento de Doenças Graves Fora da Localidade de Residência, de forma gratuita, com fundamentação na Lei 12.868 de 2013, da Proteção Social Especial de Alta Complexidade, que garante a segurança da acolhida, uma das seguranças primordiais da Politica Pública de Assistência Social.